NOTÍCIAS

Fique ligado por tudo que acontece, novidades, curiosidades e afins.

AFPCA – MORRE BUGRINHO. UM EXEMPLO PARA TODOS

DIRETOR SOCIAL - 16/09/2019

Faleceu no dia 13, à noite, em São Paulo, aos 64 anos, o esportista Benedito da Silva, o Bugrinho. Ele estava internado há quase um mês no hospital Dante Pazzanese.

No dia 19 de agosto, Bugrinho passou por uma cirurgia no coração e desde então, não saiu da UTI. Seu estado de saúde vinha piorando. Além da infecção, ele tinha problemas nos rins e estava passando por hemodiálise diariamente.

Bugrinho iniciou no futebol na escolinha da Ferroviária, então treinada por Floriano Caetano. Também jogou na escolinha da antiga Guarda Mirim me AAA. Já adulto, disputou vários campeonatos por diversos clubes da cidade, sendo no América onde mais se destacou.

Por quase duas décadas, treinou crianças e adolescentes na sede esportiva da AFPCA, em parceria com a Secretaria Municipal de Esportes (SEME/POLICIA CIVIL). Elevou o nome de Avaré, do esporte, da AFPCA e da Polícia Civil na região. Destacou-se na vida, na profissão e no esporte. Na sua simples presença e no sou olhar sereno, reinava a disciplina e o espírito esportivo entre os jovens.

 Na sua esposa Silvia encontrou uma parceria que não deixava os sonhos dos meninos de jogaram futebol acabarem, com a realização muitas vezes de rifas e bingos para angariam fundos que patrocinavam os gastos das escolinhas de bases em jogos até na Capital Paulista.

Foi na casa da família que também a “Dona Silvia”, como era chamada pelos atletas lavava os uniformes, sem ganhar nada para que no final de semana pudessem competir, ou que se preparava na madruga os lanches que eram servidos nos ônibus aos atletas.

João Paulo, filho do técnico, também sempre contribuiu com o pai nos trabalhos aos finais de semana, domingos, feriados e nas organizações de campeonatos. Não por acaso, qualquer pessoa que nos últimos 35 anos pisou em um campo de futebol na cidade conhece ou já ouviu falar do técnico Bugrinho.

 Um ícone do esporte avareense. Fica a saudade, o legado e a nossa eterna gratidão.

 Diretoria, associados e amigos da AFPCA